Presencial ou Online
Todas nós somos mulheres Místicas.
Mulheres Místicas são mulheres alquimistas de si mesmas.
Mulheres apaixonadas pelo seu universo interior. Que com sua sabedoria curam feridas antigas, se transformam, e são fiéis ao seu próprio coração.
Mulheres que sabem que nosso corpo é um instrumento divino e mágico - pura energia pulsando em cada célula, conectado com a Terra e com todo o Cosmos.

Quanto mais consciência temos dessa “Mulher Mística” que somos, e assim vivemos alinhadas à ela, mais somos capazes de confiar e nos abrirmos para as bênçãos que a vida nos oferece a cada segundo.

Nos alinhamos com o pulsar do Universo e milagres acontecem em nossa vida.

E este é o convite da Jornada da Mulher Mística - abrir os nossos sentidos para que possamos ver além do que nossos olhos físicos podem alcançar, para que possamos nos tornar íntimas de nosso universo interior, e assim, em sintonia com o universo co-criar a nossa vida a partir do chamado mais profundo de nosso coração.

Mas claro, o processo de se recordar quem realmente somos é uma jornada...

Uma jornada que requer determinação, coragem, autocompaixão e amor.

Determinação para se despir de todas as máscaras que adotamos para sobreviver mas que não nos cabem mais.

Autocompaixão para olhar para crenças limitantes, traumas e feridas que precisam ser vistas e curadas.

Amor para encontrarmos a nossa verdadeira força em nossa humana vulnerabilidade.

Coragem para tomarmos responsabilidade por nossas escolhas e sermos livres.

Na Jornada da Mulher Mística exploramos 3 Arquétipos do feminino em nós:

O Arquétipo da Mulher Ferida se refere à faceta em nós que carrega as nossas feridas emocionais. Feridas de nossa história pessoal e infância, e também feridas do inconsciente coletivo feminino e de nossa ancestralidade, que atuam em nós de forma inconsciente, muitas vezes sabotando nossas escolhas na vida.

A Mulher Ferida

O Arquétipo da Mulher Mística se refere a parte em nós que está em conexão com toda a Existência, a essência do que chamamos espiritualidade. É a parte sábia em nós, que nos apresenta recursos para trazermos luz para nossa sombra, fazendo com que a verdadeira alquimia possa acontecer em nosso ser.

A Mulher Mística

O Arquétipo da Mulher Tântrica se refere à faceta que traz luz e cura para nossas questões relacionadas à sensualidade e sexualidade. Que nos permite tomarmos posse do nosso corpo como nosso templo sagrado, e assim, resgatarmos nosso merecimento em sentir prazer, resgatarmos nossa força e poder pessoal.

A Mulher Tântrica

Durante este percurso através desses 3 Arquétipos, vamos explorar o que eu considero ser os 8 ingredientes para que o Despertar do Sagrado Feminino que pulsa em cada célula de nosso corpo possa acontecer:

✦ O resgate da nossa habilidade de sentir:

Sair da mente e voltar para o nosso instrumento mais místico, o corpo. Este ingrediente resgata a confiança em nossas sensações, emoções e intuição.


✦ O desmistificar de nossa sensualidade:

O nosso corpo é um templo sagrado. A nossa sensualidade e sexualidade são a expressão desse templo naturalmente erótico e divino. Este ingrediente nos ensina a honrar o nosso corpo e nossa sexualidade.


✦ A força na vulnerabilidade:

Ser vulnerável é ser humano, e em nossa humanidade há toda a força que sempre buscamos. Este ingrediente nos ensina em confiar em nossa vulnerabilidade, mesmo em um mundo que nos pede o oposto.


✦ O desabrochar do coração:

O coração espiritual é a ponte do divino para a Terra, um lugar de amor incondicional aonde toda a alquimia, transformação e verdadeira cura acontece. Este ingrediente abre a dimensão de cura em nossas vidas.


✦ A Conexão com o Divino:

Somos seres divinos vivendo uma experiência terrena. Conectar com esse Algo Maior, independente do nome que se dê à isso, nos traz uma profunda sensação de pertencimento. Este ingrediente nos mostra qual o caminho de volta para casa.


✦ A Mulher Selvagem:

Todas nós temos uma Mulher Selvagem dentro. Aquela parte em nós que não pôde ser domesticada, calada. Este ingrediente nos ensina a encontrar esta mulher em nós, e com ela, resgatar a sua capacidade de correr riscos, fazer escolhas, colocar limites, dizer não, de um espaço de integridade, ancorada em seu coração.


✦ Ancestralidade Sagrada:

Nós somos o resultado da vida e do amor de muitas pessoas que passaram por essa terra antes de nós e abriram caminhos, nossos ancestrais.  Este ingrediente nos mostra caminhos para curar feridas e conectar com o sagrado de nossa linhagem, o que nos traz força em nosso próprio caminhar.


✦ Conexão com o Sagrado Feminino:

Existe uma energia feminina que permeia tudo e todos. Ela pode se apresentar para ti através de diversas formas: Deusas, Santas, elementos da natureza ou a Grande Mãe Terra. Este último ingrediente da Jornada da Mulher Mística pega gentilmente em nossas mãos e nos revela a expressão do sagrado feminino em nós, como mulheres e filhas dessa Grande Mãe Terra.


Todas nós somos mulheres Místicas.

A Jornada da Mulher Mística é um trabalho desenvolvido através de minha conexão com a energia de Maria Magdalena.
Maria Magdalena sempre foi uma mulher que me intrigou, todo o mistério que gira ao seu redor sempre causou uma inquietação em meu ser, como se algo ainda estivesse tão vivo, e precisasse ser visto, reconhecido e ganhar voz.

Há 5 anos atrás eu me mudei para a Itália, e a vida me levou a morar em uma cidade onde ela era a padroeira. Então minha curiosidade e conexão com essa mulher cresceu e ganhou forma em meu trabalho.

Pecadora, prostituta, a discípula mais amada, a amante de Jesus... Qual é a verdade sobre Maria Magdalena? Uma mulher que representou a sombra do feminino por milhares de anos. Uma mulher que incorpora os Arquétipos da Mulher Ferida, Mulher Mística e Mulher Tântrica e nos convida a ressignificá-los.

Porque? Porque não há mais tempo para mentiras e manipulações.
Sentir a verdade sobre Maria Magdalena não é somente sobre ressignificar a imagem da mulher que ela foi, mas é sobre a história de cada uma de nós, de nossas ancestrais...


É sobre resgatar e honrar o Sagrado Feminino que pulsa nesse planeta.

É uma grande honra para mim segurar a sua mão
nessa jornada da verdade.
Com todo meu respeito e amor,
Lily Serafim

Sobre a Facilitadora

LILY SERAFIM

Lily Serafim é fisioterapeuta de formação acadêmica, terapeuta holística e facilitadora de Tantra, Círculos de Mulheres & Yoga Dance.

Como uma buscadora nata por autoconhecimento e pelo sagrado, Lily em sua caminhada pessoal mergulhou em uma jornada em busca de seu Feminino Sagrado, o que a conduziu à Índia e em diversos centros de Meditação ao redor do mundo e tocou sua vida profundamente.

Foi presenteada com encontros com diversos Mestres, professores, amigos e amores. Conheceu e estudou diversas linhas de Meditação, Tantra, Yoga e métodos holísticos. Descobriu, revirou e resignificou o seu universo interno – acolhendo o seu feminino ferido e resgatando a força do seu Sagrado Feminino. 

E nesse processo, descobriu o poder dos Círculos de Mulheres, passando naturalmente a segurar o espaço para mulheres se sentarem em Círculo e se curarem, apoiando umas às outras.

Lily acredita na força e poder de cura dos Círculos de Mulheres, pois viveu isso em sua história pessoal e já viu tantas vidas de mulheres sendo transformadas pelos Círculos. 

Por isso, hoje sua paixão é se dedicar ao trabalho de cura e resgate do Feminino Sagrado, oferecendo Círculos que já tocaram a vida de centenas de mulheres: Mulheres da Terra (on-line) e Filhas da Lua (presencial), e grupos e sessões individuais "Ser Mulher & a Arte de Relacionar-se" e " A Jornada da Mulher Mística", além de ser co-fundadora do One Love Institute ao lado de seu parceiro, Akshi Coelho.

QUERES MARCAR UMA SESSÃO?

Entra em contacto comigo
através do formulário abaixo. 

NOME

EMAIL

TELEFONE

MENSAGEM

0 of 1000
>